Serra do Marão

O Marão é um local inesperado, onde as surpresas podem acontecer. Nesta rota vamos visitar diferentes tipos de locais da serra, incluindo os picos mais altos com grandes escarpas viradas a este. Estas zonas altas e escarpadas, são refúgio e dormitório de algumas das espécies mais especiais da serra.

As florestas de Pinheiro Silvestre albergam também algumas populações interessantes de aves, no entanto, a maior parte da área serrana está despida de arvoredo e é dominada pelas rochas e matos de montanha. Por entre esta paisagem nua, podemos com alguma sorte, surpreender um esquivo mamífero ou algumas espécies de aves típicas destes ambientes ou avistar durante o inverno, alguns migradores pouco comuns neste país.

Espécies:

Residentes: Corvo, Andorinha-das-rochas, Toutinegra-do-mato, Cia, Gralha-de-bico-vermelho, Falcão-peregrino, Toutinegra-dos-valados.

Estivais: Andorinha-dáurica, Melro-das-rochas, Andorinhão-pálido.

Invernantes: Ferreirinha-serrana, Cruza-bico.

Local: A serra do Marão é uma das mais altas de Portugal continental com 1416m no seu ponto máximo. É uma serra muito declivosa com várias escarpas. A maior parte da área da serra é muito pedregosa e com algum coberto arbustivo, sendo as áreas arborizadas, escassas. Ainda assim, as áreas florestais são importantes com predominância para o Pinheiro Silvestre.

Situa-se sensivelmente ao centro da zona Norte do País, e é uma das barreiras naturais que dividem o clima da região entre o clima atlântico (ameno e húmido) e o continental (Seco e mais extremo). Esta serra recebe uma boa quantidade de precipitação anual e que regularmente resulta em neve durante os invernos.

Época do ano: A maior parte das espécies de interesse estão presentes todo o ano, mas é no Inverno que aparecem as maiores surpresas.

Para reservas ou saber mais informações, contacte-nos !

Officina Noctua
Rua Miguel Pinto Martins nº38 4600-090 Amarante
(351) 938664774 :: officina.noctua@gmail.com

Officina Noctua © MMXX
Todos os direitos reservados